03 fevereiro, 2010

Café, livros e heresias



por Luciano Gazola

Eram oito horas da manha, estava dando uma passado pelo blog e carregando alguns emails. O escritório vazio de gente mas a mesa cheia de papeis, livros, fichas, contas e uma xícara de café sem açúcar. Gosto do aroma do café de preferência extra forte. Lá na frente alguém chegava. Um casal. Não precisou abrir a boca para que soubesse que eram vendedores de livros, CDs e DVDs.
- Olá Pastor Luciano como o senhor é novo, um pastor novo!
Aquele sotaque boliviano inconfundível e gostoso de ouvir.
- Novo? Vocês não viram o pastor Guilherme, se o vísseis saberiam o que é um pastor novo, disse rindo e fazendo piada que poucos entendem!

Pessoalmente admiro vendedores de livros, vender livro no Brasil é coisa para heróis.
- Somos de uma editora livre pastor, nosso material não contem “doutrinas”.
Geralmente isso significa que são de alguma editora adventista. Há um tempo atrás os mandaria embora direto, mas hoje tenho mais medo da turma que não entra na cabana. Se bem que também entrei e sai sem perder nada lá dentro, mas não acho que devo colocar uma placa para que outros não entrem.
- Desta vez não vou comprar nada. Eu e minha esposa estamos comprando livros que os cristãos não gostam de ler por que destes ai já lemos quase tudo. Mas de um abraço no pastor Isaías Lima da Batista da Paz lá em Cuiabá e tome cuidado com o pessoal do Grande Templo... Não vou oferecer café por causa da doutrina.
Eles riram e se foram. Na sua escatologia sabatista devo estar perdido. Mas quem tem razão no meio de tanta confusão teológica?
Se não falo em línguas não tenho o Espírito Santo.
Se não sou salvo é por que não fui predestinado.
Se fui predestinado então serei salvo de qualquer maneira.
Se tomo vinho sou pecador.
Se digo que Noé nunca viu um Pingüim sou herege.
Se gosto do Grêmio, do Caetano e Luiz Fernando Veríssimo estou ficando mundano.
Se uso terno sou ungido.
Se uso bermuda sou liberal.
Se digo que Deus não tem nada haver com isso, estou limitando o Senhor.
Quem tem razão?
To vendo a hora de alguém chegar em frente de casa vendendo sal, água benta ou azeite.
O café esfriou. A graça continua sendo um enigma, mas como diz o Ari continuo na Graça do caminho, caminhando, caminhando e seguindo a canção!
Um abraço e café para quem toma!
Luciano Gazola, pastor e andarilho da graça.

4 comentários:

diogo roberto ehlert disse...

Postagem bem interessante de ler emquato espero o café . Grandes pequenas questões que merecem um tempo para reflexão com certeza. Abraço. Diogo - RS

matheus disse...

Em outra opurtunidade darei o endereço de sua casa aos TJ e veremos o que eles lhe inpirarão a escrever. Meu post sobre o Bob Marley também nasceu assim, depois de ouvir uma "colega" aqui da cidade que fuma um baseado falar que ele se converteu, as vezes algumas visitas nos inspiram, enquanto outras nos piram!!!

Um abraço!!

Pr. José do Egito disse...

Mano, o comentário acima é meu, Pr Zé do Egito, é que meu filho Matheus também foi atacado pela blogmania!!!

Luciano disse...

rs