26 outubro, 2010

Voto 13



Olá amigos refletivos... Quero pedir licença e desculpas antecipadas pelo que vou declarar aqui hoje a noite. Primeiro ao Duda meu mano e sócio desse blog, depois à tantos outros que respeito e sei que já se decidiram por Serra em 31 de outubro.

Como o Reflexão é um blog cuja função maior é nos fazer pensar com liberdade vou exteriorizar minha liberdade de dizer que agora no segundo turno voto 13.

Em 22 de setembro declarei aqui que votaria na Marina no primeiro turno e o fiz com muita alegria e liberdade até mesmo por que não voto por “compadrismo” nem por cabresto. Alguém pegou meu artigo de dez linhas, imprimiu e saiu por aí na cidade mostrando ao vento com som de crítica a minha falta de declaração aos votos regionais, infelizmente sempre temos alguns jornalistas, fotógrafos e etc..., frustrados, acostumados a cabrestos e a falsidades ideológicas cuja presença asquerosa revela a verdadeira identidade do caráter. Claro que também existem os jornalistas, fotógrafos e etc... gente boa!


Por que não declarei meus votos regionais ?

Muito simples; em primeiro lugar por que sou pastor de uma igreja onde defendo a liberdade de expressão e não gostaria de fazer uso do dom que tenho de influenciar pessoas sem dar a elas a chance de refletir. O que em uma esfera nacional considero necessário. Nunca escondi de ninguém meus votos, mas nunca usei do púlpito da igreja para política, nem meu carro cujo único nome que nele está escrito é Jesus. Quem me conhece sabe em quem votei. Votei no André para governador com muito receio, mas votei na esperança de que em uma segunda chance ele saia melhor do que na primeira, votei no Geraldo Resende para deputado federal por que simpatizo com seu jeito de fazer política, Delcídio para senador por que tenho respeitado seu trabalho no Senado e votei em Londres Machado para deputado estadual por que acredito no trabalho que tem sido feito em Fátima do Sul por sua esposa a prefeita Ilda e seus secretários. Algum puxa saco destes que acostumou-se com cabrestos pode achar estranho o fato de escrever isso agora e não antes, mas jamais faria o contrário por que sei de minha condição perante a igreja, igreja que nunca me colocou cabrestos e nem eu jamais colocaria nela, não somos um curral e nem estamos a venda.

Mas acho que está na hora de deixar mais claro algumas coisas. Vou votar na sequência do governo do Lula, discordo de um monte de coisas que aconteceram, mas não sonho e não engulo o povo que andou com FHC e agora anda com o Serra, penso que quando voto para presidente estou votando não em uma pessoa somente, mas em um projeto e em um programa, por isso voto na sequência de tudo que já veio a tona. Voto 13 e fim de papo!

Precisava dizer isso.

Até o Malafaia disse sem ficar vermelho, então se o Malafaia é Serra eu sou Dilma nesse segundo turno.
Não sei como é aí na tua cidade mano, Chapecó é bem maior... mas aqui em Fátima do Sul tem um bando de gente cuja profissão é puxar saco e falar mal de quem ta tentando fazer algo diferente. Então a partir de hoje vou me manifestar e terão que me engolir, vou começar dizer quem eu gostaria que fosse presidente da Câmara de Vereadores, nunca tive medo de cabrestos por que fui comprado por uma liberdade eterna, 666 ou qualquer outro número pra mim nunca me intimidaram, espero que este também seja impresso e solto aos 4 ventos, né amigo?

Boa semana a todos.

Pr. Luciano Gazola

Um comentário:

Duda disse...

Excelente texto mano, direto, visceral!


Aqui não há necessidade de envolver-se com política caso não queira. Com certeza existe o mesmo tipo de corja ao redor de quem detém o poder, e muitas vezes a corja detém o poder, mas não há a necessidade de se envolver, é muita gente e por isso vc fica de boa sem ter esse vínculo.

Fazemos política aqui de maneira mais tranquilha, um a um, discutindo idéias e com ações diretas.

Um abraço mano véio, e paz ao teu coração!


Duda.