24 novembro, 2009

O valor de uma amizade





Sempre defendi a ideia de que pessoas que não tem amigos mostram alguma patologia. 


Mas também não posso ignorar o fato de que vivemos em um mundo onde os relacionamentos estão falidos e superficiais. À medida que a vida vai ficando mais séria ela também exige de nós amigos mais sérios. Lembro-me com certa nostalgia do tempo em que amigo pra mim significava gostar de jogar bola, torcer para o grêmio e saber guardar segredos... Ainda sinto o cheiro da chuva nas tardes regadas a pipoca e uma boa partida de futebol de botão lá num bairro de COHAB no Rio Grande do Sul. Mas hoje a vida é mais séria. Meu melhor amigo não gosta de futebol, faz de conta que gosta, mas não gosta não, pô conheci o cara era flamenguista, de um tempo para cá virou santista e duvido, duvido mesmo que já tenha jogado futebol de botão. Mas é um grande amigo. O mundo perece por um monte de coisas, perece por que ele jaz no diabo, jaz no homem, jaz no egoísmo e por tudo isso o mundo perece por que jaz na falta de relacionamentos. As pessoas já não sabem mais construir relacionamentos, amizades. Sim por que um amigo não se faz num olhar, um amigo se faz com tempo. A boa notícia era para fazer amigos, mas nem sempre é assim com a potestade da religião até a boa nova faz inimigos. Duda não sei você mano, mas eu vou tentar de todo jeito não usar esses espaço para servir a religião, vou tentar mano! Olhe em sua volta e verá que o mundo jaz também por falta de amigos, para se ter um amigo é preciso esvaziar-se de si mesmo quase sempre e quando não se consegue é preciso que o seu amigo esvazie-se dele mesmo para que tudo continue sendo... Você cara. Você apesar de colorado e de 6 anos mais novo do que eu é um amigo, não vejo a hora de você voltar aqui no MS passar calor e desta vez prometo vou largar tudo mano e vamos tomar aquele tereré regado a teologia, coisas da vida, família, amor ... Mas vê se deixa a “Abigail” em casa trás só a Dany.




Luciano Gazola




*** "Abigail" não é uma segunda esposa, é o nome carinhoso com que meu irmão resolveu chamar a nina, nossa beagle. Duda.

5 comentários:

Gazola, o Duda disse...

O lúcio pegou mania de chamar a nina de abigail, pior que ela já aceita o comando... Pode?

Luciano disse...

de fato não é segunda esposa mas é como filha, filha unica, filha mimada etc..

Dany disse...

heheheheheeh
Fazer o que, não temos filho pra mimar, mimamos o cachorro...

Timoteo disse...

hsuhasuah "abigail"
o importante é que tem algo pra mimar né?
=D

Jaqueline disse...

Tem que ser " aBEAGLEil", hehehe